capa-surf

Documentário retrata o dia em que uma mulher surfou pela primeira vez no Irã

Apesar das diferenças culturais, o Brasil e o Irã parecem estar ganhando algumas coisas em comum: e o gosto pelo surfe pode ser a principal delas. Pois é, agora as mulheres do país estão começando a dar as caras no esporte, ainda pouco explorado por lá. E essa história começa com um empurrãozinho da cineasta francesa Marion Poizeau e da surfista irlandesa Easkey Britton, que decidiram romper as barreiras do país, ao surfar pela primeira vez nesse país do Oriente Médio.

O esporte foi praticado na região de Baluchistan, a mais pobre do Irã, mas também a única que oferece águas aptas para o surfe. Mas o mais interessante é ver a reação das pessoas ao perceber que quem está sobre a prancha é, na verdade, uma mulher. Ao contrário do que se possa imaginar, a maioria delas recebeu a ideia muito bem.

O sucesso da empreitada foi tanto que, após a divulgação do vídeo, duas iranianas decidiram se juntar à ideia, criando o primeiro clube de surfe do Irã, chamado de Waves of Freedom (“Ondas de Liberdade”, em português): o clube é constituído pela snowboarder Mona Seraji e pela mergulhadora Shalha Yasini. A história acabou virando um documentário, chamado de Into The Sea – e você pode conferir o trailer no fim do texto.

Abaixo o vídeo que mostra a primeira vez que Easkey Britton surfou por lá:

Todas as imagens via

Abaixo o trailer de “Into the Sea”:

Trailer INTO THE SEA from  on Vimeo

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *